terça-feira, 7 de agosto de 2012

O caso do biscoito Piraquê

Quando se trata de alimentação, é comum nos dias de hoje médicos e nutricionistas recomendarem que façamos 5 refeições diárias. Café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e janta.

Eu costumo fazer quatro refeições, sendo que a quarta, além do café da manhã, almoço e janta, é o lanche da manhã. Não tenho certeza se tecnicamente ela poderia ser considerada uma refeição, pois há quem diga que uma refeição é quando há entrada, prato principal, sobremesa e bebida, o que definitivamente não é o caso deste lanche.

De qualquer forma, o fato é que costumo fazer este lanche da manhã, e nas últimas semanas tenho escolhido este biscoito da Piraquê.



Comecei a comprar este biscoito por um simples motivo: armazenamento. Tenho um pote bastante eficiente para guardar biscoitos, e este é um dos poucos que cabem dentro deste pote. A maioria dos demais existentes no mercado possuem um comprimento um pouco maior do que a capacidade do pote, detalhe que tem feito com que este biscoito esteja sendo o escolhido das últimas semanas. Além disso, é um biscoito bastante saboroso (fato que descobri somente depois de comprar o primeiro).

Entretanto, das últimas vezes, achei que a qualidade do biscoito estava deixando a desejar. Havia pacotes onde todo o conteúdo parecia pouco assado (biscoitos demasiadamente brancos e levemente murchos), e outros onde o conteúdo estava assado demais (biscoitos escuros e com leve gosto de queimado, inclusive).

Entrei em contato com o fabricante, expondo o fato e indagando se não seria possível uma substituição. Para minha surpresa, tive uma resposta no dia seguinte, solicitando dados como número do lote e data de validade, e pedindo também o endereço para retirada do produto. Vieram buscá-lo antes do prazo estipulado inicialmente (10 dias), e tendo o cuidado de entrar em contato por telefone no dia anterior para confirmar a visita. Pois é, supreendente. Trocaram o produto em questão por um pacote novo em folha, sem qualquer custo adicional.

Quando o serviço prestado deixa a desejar, acredito que a crítica é necessária, visando sempre a melhoria do mesmo. Em contrapartida, quando o serviço é bem feito, é preciso que haja o devido reconhecimento. Este é um caso onde fui surpreendido positivamente, tanto pelo bom atendimento quanto pela eficiência.

Será que vai chegar o dia em todas as empresas serão assim?

5 comentários:

  1. Escrevi sobre seu blog no meu. Espero que não se importe.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda! Imagine, sem problemas! Vi o seu blog também, muito bacana, parabéns!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Trocar o produto é o mínimo que eles poderiam fazer. Bom atendimento é obrigação de toda empresa. Elogiar a atitude deles, significa que vc acha que fizeram um favor em trocar o produto. vc agradece um ladrão por não te assaltar ou um restaurante por não servir comida estragada? Entao, p q enaltecer uma empresa que troca um produto ruim? É muito triste ver pessoas elogiando o q não passa de uma obrigação da empresa. Ser honesto, competente e respeitar as pessoas não são virtudes. Isso é o mínimo que se é esperado de alguém.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, essa atitude da Piraque foi surpreendente. É uma pena mesmo que não haja tantas empresas corretas assim...

    ResponderExcluir